Mas crochê é arte?

Uma das minhas recordações mais queridas, é a da mina avo que tentava (sem muito sucesso) me ensinar o crochê, era o nosso doce encontro nas tardes durante as minhas férias. Acredito que a minha paixão pelo artesanato tenha nascido ali, seguindo as lições da vo Benedita.
Mas, o crochê não é somente uma matéria dominada da doces vovós, pelo contrário, hoje muito usado na street art. Dêem uma olhada nas obras dessas artista, ainda melhor quando a arte vêem unida a responsabilidade social.

Olek e os seus empaquetamentos com o crochê

Olek  é uma artista polonesa que se auto intitula ” grafiteira do crochê” , cobre com o crochê inteiras estruturas como, casas, locomotivas, playgrounds para crianças… Os seus últimos trabalhos forem feitos na Finlândia e Suécia, cobrindo interiras casas com a ajuda de refugiados sirianos e ucranianos. Outro projeto da artista que une arte ao social foi realizado para o festival indiano de street art  St+art Delhi . Olek cobriu um inteiro galpão usado como refugio, ajudada por voluntários locais.

 

art-alluncinetto-04 street-art-con-uncinetto-02 art-alluncinetto street-art-con-uncinetto

Olek não é a única ” insólita grafiteira” , também a designer brasileira Karen Bazzeo, em arte ” Dolorez Crochez” realiza um trabalho muito poético. A artista mescla o tradicional grafite ao crochê, cobrindo muros de pura poesia, no seu projeto ” peguei um Coração” trabalha com árvores, placas, sinais de trânsito das cidades.

https://www.youtube.com/watch?v=tOeRxsgkZCA

art-alluncinetto-03 arte com crochê

Mas, não é somente uma moda atual, já nos anos 90 a artista japonesa Toshiko Horiuchi MacAdam  realizava enorme escultura com crochê e teve a linda idéia de criar playground para crianças, obras que tem muito em comum com as do artista Ernesto Neto. Vocês se lembram do sucesso do pavilhão Brasil na expo de Milão (agora vendido por leilão a Foof, il cosiddetto “Museo del cane” de Mondragone, na provincia de Caserta)? ) ? As obras de Toshiko e Ernesto são igualmente divertidas.

art-alluncinetto-05

E se também esta pensando que crochê ou tricô são coisas de mulheres, vocês esta muito enganados, cresce sempre o numero de homens que se dedicam a esta arte, ideal para relaxar. Olhem o o que esta fazendo Thiago Rezende. . Ele reuni grupos de 10 homens para aprender a técnica e de forma criativa romper velhos tabus, preconceitos e a falsa idéia que exista “coisas de homens e coisas de mulheres”.

uomo-e-uncinetto

 

Questo articolo è disponibile anche in: Italiano

You May Also Like

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *