A luta contra o predador mais antigo que existe nao foi contado somente por Spielberg, no célebre “Jaws“, onde o monstro marinho fazia a festa de banhantes, nas aquas de uma cidade americana.
Díganos de serem mencionados, na épica cinematográfica de homens contra tubarões, estão também o “ultimo tubarão” de Castellari que fez um sucesso enorme no box office americano, antes de ser blocado plágio e acabou retirado do mercado… ou também, os tubarões geneticamente modificados e inteligentíssimo de “Azul Profundo” até chegar aos de serie B movies de “Sharknado“, onde os peixões ferozes viajam e faziam vitimas com tempestades de tubarões.
Honestamente fui ao cinema sem expectativas ver ” The Shallows“, Águas Rasas no Brasil, e dentro de mim dizia: não vou me divertir… Não terá nada de novo…
Me enganei, o filme de J. Serra com uma Blake Lively, aqui “die hard” mais do que nunca, é puro divertimento.
A fotografia é belíssima, a música cheia de tensão e adrenalina e a protagonista completamente submersa no personagem.
Certo que a cena da asa da gaivota deslocada poderia ter evitado… Mas, nada de spoiler… Ou quase…
A história da surfista que entra na toca da criatura e tem que encontrar um modo de sobreviver, conquista rápido, o espaço delineado e cheio de ameaças, a ondulação das águas que podem revelar o perigo de um momento ao outro nos deixa colados na poltrona…
Sem mais nada a acrescentar, aconselho irem ver… Águas Rasas não é um peixe cozido sem tempero, mas, enorme e cheio de divertimento.

 

Já imaginou dormir na companhia de tubarões?

Não, você não devera terminar como a protagonista de Águas Rasas para poder dormir na companhia de tubarões, mas estas três propostas não são adaptas a quem sofre somente ao vê-los.
Neste abril Airbnb fez um concurso de muito sucesso em que três vencedores da Asia, Europa e EUA puderam dormir em um quarto subaquático, imergido no aquário dos tubarões do Aquarium de Paris – Cinéaqua. Puderam observa-los de perto durante toda noite e tomar o café da manha com eles, separados somente por uma parede transparente a 360 graus. Infelizmente o concurso já terminou, mas, aconselho de seguir as iniciativas de Airbnb que propõe os lugares mais improváveis para dormir por uma noite: #NIghtAt

dormir com tubarões
( Foto: Airbnb)
dormir com tubarões
( Foto: Airbnb)
dormir com tubarões
( Foto: Airbnb)

Uma outra opção é a bela proposta do Aquário de Genova, onde as crianças podem dormir dentro do aquário, perto dos tubarões. O custo é de 80 euros, inclui o jantar e café da manha. As crianças acompanhados dos guias terão todo o aquário disponível tudo para eles e somente iluminados das luzes internas dos aquários um novo mundo se abrirá. A idade das crianças deve ser de 7 a 13 anos. Para saber as novas datas e reservar : Acquario di Genova

dormir com tubarões
( Foto: Acquario di Genova )

Se voce nao teve sorte com o concurso de Airbnb, tem mais de 13 anos te resta uma outra possibilidade, mesmo que a visão de tubarões não é totalmente garantida, mas, deverá pagar 1500 dólares a noite e viajar até Zanzibar ao Manta Resort. O resort conta com 17 quartos e um subaquático, bem no meio do Blue Hole, no interno da barreira coralina.

hotel subaquático
( Manta Resort )
hotel subaquático
( Manta Resort )
hotel subaquático
( Manta Resort )
hotel subaquático
( Manta Resort )

Questo articolo è disponibile anche in: Italiano

You May Also Like

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *